sexta-feira, 1 de agosto de 2008

Novo mineral encontrado em cometa

Pesquisadores da NASA acharam um novo mineral num material que provavelmente originou-se do cometa 26P/Grigg-Skjellerup, que foi descoberto em 1902 e passa em torno do Sol a cada cinco anos.

O mineral é composto de silício, manganês e rodeado por camadas de outros minerais que são encontrados apenas em pedras extraterrestres. Este mineral foi denominado de brownleeita, e foi descoberto dentro de uma partícula de pó interplanetária, ou IDP, por Donald Brownlee, astrônomo da Universidade Washington, que também é o pesquisador principal da missão Stardust da NASA. A equipe que fez a descoberta é conduzida por Keiko Nakamura-Messenger, cientista espacial do Centro Espacial Johnson da NASA, em Houston. O nome oficial de brownleeita une a uma lista de mais de 4.300 outros minerais, catalogados pela International Mineralogical Association (IMA).

brownleeita

                                     © NASA (Brownleeita)

A Terra recebe anualmente 40.000 toneladas de partículas de pó de cometas e asteróides desintegrados, equivalente diariamente a uma partícula por metro quadrado. Estes grãos minerais de cerca de 0,00025 cm de diâmetro são extremamente importantes, porque aparentemente são constituintes da formação original do Sistema Solar.

Fonte: Adaptado de texto original da NASA.

2 comentários:

cuba disse...

nao tinha um nome mais bonitinho? a sigla será Bw? huiahau brincadeiras à parte.. noticia muito interessante professoor..


vamos ver se agora consigo postar, grande abraço!

Adriana disse...

Eu sou até suspeita pra falar... adorei a notícia... interresante q uma partícula de pó tão pequena revela td isso, né... bjão captain!